O registo no sistema e posterior acesso ou autenticação são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

Condições para Submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Os textos são originais e têm rigor científico.
  • Os textos deverão ser apresentados em letra Times New Roman, corpo 12, a espaço e meio de entrelinha. O título do artigo deve ser centrado, em tamanho 14, negrito.
  • O nome do(s) autor(es) deve(m) figurar na linha imediatamente a seguir ao título, centrado, em tamanho 12, seguido da instituição a que pertence e do endereço de correio electrónico institucional ou pessoal.


  • As notas de rodapé (em letra Times New Roman, corpo 10, com espaço simples de entrelinha) deverão ser reduzidas ao essencial.
  • Todos os textos devem incluir uma  bibliografia final que deverá incluir por ordem alfabética as obras explicitamente referidas no texto ou em notas.
  • As citações que não excedam duas linhas devem integradas no corpo do texto, entre aspas. Excertos de maiores dimensões, deverão ser citados em parágrafo(s) distintos, entre aspas, com entrada de 1 cm de cada lado, de tamanho e entrelinhamento iguais aos das notas de rodapé (corpo de letra 10).

  • Na citação e referenciação documental e bibliográfica segue-se a  NP 405-1 com ligeiras adaptações.
    Assim, no respeitante à referenciação documental, elas deverão integrar  todos os elementos necessários a uma rigorosa identificação da espécie, devendo adoptar-se o seguinte modelo: Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (Lisboa) – Conselho Geral do Santo Ofício, Livro 123, fl. 3.

  • As referências bibliográficas a figurar em nota de rodapé deverão indicar, qualquer que seja a natureza da publicação (livro, artigo, etc.), o apelido do(s) autor(es) (em maiúsculas), o ano de publicação da obra e a(s) página(s) a que corresponde a citação (ex: SOUSA, 2003: 455). Se se tratar de obras de dois autores, deverão indicar os apelidos de ambos, separados por & (ex: SOUSA & LOPES, 1997: 123). No caso de diversos autores, ao apelido do primeiro autor deve seguir-se a expressão et alii (ex: FERNANDES et alii, 2010: 132). No caso de autor com mais do que uma obra referida na bibliografia e publicada no mesmo ano, deve acrescentar-se ao ano de publicação uma letra correspondente à ordenação alfabética da bibliografia (ex: ANTUNES, 2002a: 56).
  • As referências bibliográficas do elenco final de Bibliografia seguem a seguinte matriz:

    Monografias:

    CAEIRO, Francisco (1961) – O arquiduque Alberto de Áustria. Lisboa: Edição do autor.

    Publicações periódicas:

    VIEIRA, Domingos Lourenço (2011) – A trajectória histórica da noção de ingerência humanitária. Humanística e Teologia. 32, 1, p. 337-356.

    Capítulos de obras colectivas:

    BRÉHIER, L. (1951) — La legende dês sages paiens à Byzance. In PÈERIN, Charles (org.) – Mélanges d´histoire du Moyen Age dediès à la memóire de Louis Halphen. Paris: Presses Univeristaires de France, p. 61-70.

    Teses:

    AMARAL, André (2002) – A guerra de Tróia. Paraná: [s. n.] (tese de doutoramento em História apresentada à Universidade do Paraná).

    Monografias em suporte electrónico:

    AMARAL, Luís Carlos (2007) — Formação e desenvolvimento do domínio da diocese de Braga no período da Reconquista (séc. IX-1137). Disponível em <http://www.letras.up.pt/luisamaral.pdf> (acedido em em 12/09/2010).

Instruções para Autores

O Boletim aceita artigos e notícias publicados em português, espanhol, francês e inglês, com uma extensão máxima (incluíndo notas de rodapé) de 50 mil caracteres, que devem ser submetidos nesta plataforma num ficheiro em Word ou compatível.

Os textos a submeter devem obrigatoriamente ser originais e ter rigor científico, não se aceitando aqueles que possuam um cariz de divulgação. Devem ainda incorporar um resumo/abstract, em Português e Inglês, com um máximo de 500 caracteres, bem como a indicação de 3 palavras-chave nos dois idiomas referidos, além  da identificação do autor (instituição, telemóvel e e-mail).

Todos os artigos aceites pelo Conselho de Redacção serão submetidos a um sistema de arbitragem científica anónima, confiada a dois revisores externos. Em caso de necessidade, será auscultado um terceiro revisor. Em face dos pareceres recebidos o Conselho de Redacção pode determinar que os autores adoptem as sugestões deles constantes e, no limite, pode declinar a aceitação do texto.