Taltíbio, o arauto dos Aqueus na versão de Eurípides

Resumo

Ainda que possa ser considerado uma figura menor, o Taltíbio de Hécuba e Troianas de Eurípides tem uma intervenção crescente na estrutura das peças. Além de lhe ser atribuído um perfil cuidado, o poeta parece fazer com esta figura uma experiência: ora a põe em diálogo consigo própria, porque o Taltíbio de Hécuba tem uma personalidade contrária do de Troianas, ora faz dele o contraponto de heróis tradicionais, particularmente de Ulisses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima Silva, Universidade de Coimbra
Doutora em Letras pela Universidade de Coimbra, na especialidade de Literatura Grega, com a tese Crítica do teatro na Comédia Antiga. Professora Catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, tem dedicado a sua investigação à literatura, ao teatro, à historiografia e à filosofia dos Gregos, designadamente a Aristófanes, Eurípides, Heródoto e Aristóteles.
Publicado
2016-12-29
Como Citar
SILVA, Maria de Fátima. Taltíbio, o arauto dos Aqueus na versão de Eurípides. Humanitas, [S.l.], v. 68, p. 31-49, dez. 2016. ISSN 2183-1718. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/humanitas/article/view/2874>. Acesso em: 24 jul. 2017.
Secção
Artigos

Palavras-chave

sacrifício humano; guerra; cativas; arauto; mensageiro