Taltíbio, o arauto dos Aqueus na versão de Eurípides

Resumo

Ainda que possa ser considerado uma figura menor, o Taltíbio de Hécuba e Troianas de Eurípides tem uma intervenção crescente na estrutura das peças. Além de lhe ser atribuído um perfil cuidado, o poeta parece fazer com esta figura uma experiência: ora a põe em diálogo consigo própria, porque o Taltíbio de Hécuba tem uma personalidade contrária do de Troianas, ora faz dele o contraponto de heróis tradicionais, particularmente de Ulisses.

  • Resumo viewed = 6 times
  • PDF viewed = 2 times

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima Silva, Universidade de Coimbra
Doutora em Letras pela Universidade de Coimbra, na especialidade de Literatura Grega, com a tese Crítica do teatro na Comédia Antiga. Professora Catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, tem dedicado a sua investigação à literatura, ao teatro, à historiografia e à filosofia dos Gregos, designadamente a Aristófanes, Eurípides, Heródoto e Aristóteles.
Publicado
2016-12-29
Como Citar
SILVA, Maria de Fátima. Taltíbio, o arauto dos Aqueus na versão de Eurípides. Humanitas, [S.l.], v. 68, p. 31-49, dez. 2016. ISSN 2183-1718. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/humanitas/article/view/2874>. Acesso em: 18 nov. 2017.
Secção
Artigos

Palavras-chave

sacrifício humano; guerra; cativas; arauto; mensageiro