Por que é que os alunos fazem tantas maquetas?

  • João Miguel Couto Duarte Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada de Lisboa

Resumo

O aluno de arquitectura encontra na maqueta um instrumento corrente de trabalho.

A maqueta é adoptada desde a definição de intenções iniciais até à apresentação final de propostas, justificando-se pela sua clareza comunicativa e pela aproximação tridimensional que permite ao objecto arquitectónico em definição. A maqueta parece ainda adequar-se à exploração de lógicas formais e geométricas complexas.

Independentemente destas valias, a presença crescente da maqueta é também síncrona de um uso menos evidente do desenho, pelos menos de um seu domínio menos generalizado. ‘Desenhar bem’ – e esta é uma noção que deve ser questionada – não surge mais como requisito expectável de um aluno de arquitectura. Assim, sobretudo nos anos iniciais de formação, a maqueta aparece como registo possível, por intermédio do qual docente e aluno comunicam e a partir do qual serão até depois elaborados os desenhos de estabilização geométrica do objecto projectado. A generalização da modelação virtual parece corroborar este uso recorrente da maqueta.

Recordando que o desenho é ainda tomado como instrumento privilegiado para a aprendizagem e desenvolvimento do pensamento projectual, numa lógica que o coloca na origem desse preciso pensamento, será oportuno averiguar aquilo que significará esta adopção crescente da maqueta no âmbito do ensino de arquitectura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Miguel Couto Duarte, Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada de Lisboa

João Miguel Couto Duarte nasce em 1966, em Lisboa. Arquitecto pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (1990) e Mestre em Teorias da Arte pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (2005). Docente na Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada de Lisboa desde 1991. Investigador do CITAD – Centro de Investigação Território, Arquitectura e Design. Doutorando na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.

Publicado
2013-11-06
Como Citar
DUARTE, João Miguel Couto. Por que é que os alunos fazem tantas maquetas?. Joelho. Revista de Cultura Arquitectónica, [S.l.], n. 4, nov. 2013. ISSN 1647-8681. Disponível em: <http://iduc.uc.pt/index.php/joelho/article/view/1454>. Acesso em: 23 jun. 2017.
Secção
Articles Joelho 4

Palavras-chave

Maqueta; Ensino de Projecto; Representação
Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /var/www/html/lib/pkp/classes/core/PKPApplication.inc.php on line 578