Arquitetura e educação: o exemplo de uma escola de educação infantil em Uberlândia

  • elza cristina santos universidade federal de uberlândia

Resumo

Arquitetura e educação: o exemplo de uma escola de educação infantil em Uberlândia

A investigação teve como ponto de partida o interesse em estudar aspectos que envolvem o tema arquitetura e educação e, por objetivo, compreender o espaço escolar, contextualizado nas escolas de educação infantil e elaborar um projeto de arquitetura, com qualidade espacial, lúdica e ambiental necessárias à aprendizagem e ao desenvolvimento das crianças.

O projeto desencadeou-se a partir desta problemática: por que as escolas não oferecem espaços de qualidade à educação infantil? Como resposta, sugeriu-se que o edifício escolar, além de apresentar uma solução espacial adequada a uma proposta pedagógica, deveria considerar o brincar como atividade importantíssima no processo de ensino-aprendizagem. Considerou-se que a maioria das escolas não apresenta espaços apropriados para a educação das crianças e que a atividade lúdica e um espaço complexo são essenciais nesse processo. A comprovação dessas hipóteses convergiu para uma ideia que abrange os conceitos de acolhimento, complexidade, polivalência, transparência e ludicidade, determinantes das diretrizes do projeto: integração com a comunidade; desenho aberto/interação com o meio natural; escola como uma pequena comunidade de aprendizagem; iluminação e ventilação natural; ambientes acolhedores; circulação como um passeio de aprendizagem; adaptabilidade/flexibilidade/variedade; transparência e supervisão passiva; arquitetura que ensina/sustentabilidade; espaços externos e incentivos lúdicos; materiais, texturas e cores como elementos de identidade.

Architecture and education: the example of a children’s school in Uberlândia

The starting point of the investigation was the interest in studying aspects which involve architecture and education. Its aim was to understand the school environment in a nursery and kindergarten context, and to elaborate an architectural design with spatial, playful, and environmental qualities, necessary to a child’s learning and development.

The project started from this problematic: why don’t schools offer efficient quality spaces for early childhood education? As an answer, it was suggested that the school building, besides presenting a fitting spatial solution to a pedagogical proposition, should consider playing as very important role in the learning process. It was considered that most schools do not present appropriate environments for child education and that playful activity in a complex educational space is essential to this process. The confirmation of these hypotheses led to an idea which embraces the concepts of welcoming, complexity, versatility, transparency and playfulness, determinative to the project guidelines: integration with the community; open plan/interaction with nature; the school as a small learning community; natural lighting and ventilation; cozy environments; circulation as a stroll for learning; adaptability/flexibility/variety; transparency and passive supervision; architecture that teaches/sustainability; exterior spaces and playful stimuli; materials, textures and colors as elements of identity.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-11-05
Como Citar
SANTOS, elza cristina. Arquitetura e educação: o exemplo de uma escola de educação infantil em Uberlândia. Joelho. Revista de Cultura Arquitectónica, [S.l.], n. 4, nov. 2013. ISSN 1647-8681. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/joelho/article/view/1457>. Acesso em: 23 jul. 2017.
Secção
Articles Joelho 4

Palavras-chave

projeto de arquitetura; escolas; educação