'As Únicas Coisas Nobres Que a Vida Contém'

  • Osvaldo Manuel Silvestre CLP, Universidade de Coimbra

Resumo

No Livro do Desassossego afirma-se a certa altura que «Ver e ouvir são as únicas coisas nobres que a vida contém. Os outros sentidos são plebeus e carnais.» O que sucede se na nossa leitura de Pessoa, e levando à letra as implicações desta afirmação, substituirmos o visível pelo óptico e o auditivo pelo acústico? Ou seja, se lermos o sujeito pessoano não tanto como um corpo-sem-órgãos em permanente produção de sensações, mas antes como um corpo que solicita os média (e os aparelhos) enquanto pré-condição da sua exteriorização?

Abstract
In Livro do Desassossego (The Book of Disquiet) we can read that "To see and to listen are the only noble things that life comprehends. All other senses are plebeian and carnal." What happens if in our approach to Pessoa we read this affirmation straightforwardly, replacing the visible with the optic and the auditory with the acoustic? In other words, what if we read Pessoa´s subject not just as a body-without-organs constantly producing sensations, but instead as a non-body that requires media (and artifacts) as a prerequisite for its exteriorization?

 

DOI: http://dx.doi.org/10.14195/2182-8830_1-1_5

  • Resumo viewed = 51 times
  • HTML viewed = 10 times
  • PDF viewed = 10 times

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Osvaldo Manuel Silvestre, CLP, Universidade de Coimbra

Osvaldo Manuel Silvestre é professor do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da FLUC. Tem leccionado cadeiras nas licenciaturas em Línguas e Literaturas Modernas e Estudos Portugueses e Lusófonos, na área da Teoria da Literatura, em que se doutorou, e ainda na licenciatura em Estudos Artísticos (Estética, Arte e Multimédia, Introdução aos Novos Média, Análise de Filmes). Leccionou ainda, no actual Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra, uma cadeira opcional de Antropologia e Literatura, em co-regência com Luís Quintais. Na pós-graduação leccionou cadeiras de Teoria da Literatura e de Literatura de Língua Espanhola (um curso sobre «Os Mundos de Borges»). Dirigiu a licenciatura de Estudos Portugueses e Lusófonos entre 2006 e 2009. Publicou ensaios e livros sobre questões de teoria, estética, literaturas de língua portuguesa, literatura comparada, artes e crítica cultural. É membro do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra.

Osvaldo Manuel Silvestre teaches in the Department of Languages, Literatures, and Cultures at the Faculty of Arts, University of Coimbra. He holds a Ph.D. in Literary Theory from the University of Coimbra. He has taught courses in the Modern Languages and Portuguese and Lusophone Studies BA Programs. He has also taught in the Art Studies Program (Aesthetics, Art and Multimedia, Introduction to New Media, Film Analysis). In collaboration with Luís Quintais, he has taught a course on «Anthropology and Literature» in the Department of Life Sciences at the University of Coimbra.  At post-graduate level he has taught courses on Literary Theory and on Spanish Language Literature («The Worlds of Borges»). He was coordinator of the Portuguese and Lusophone Studies Program between 2006 and 2009. He has published articles and books on theory, aesthetics, Portuguese language literatures, comparative literature, contemporary art, and cultural criticism. He is a member of the Centre for Portuguese Literature at the University of Coimbra.

Referências

1.

CAEIRO, Alberto (2004). Poesia. Edição de Fernando Cabral Martins e Richard Zenith. Lisboa, Assírio & Alvim, 2ª ed.

CAMPOS, Álvaro de (2002). Poesia. Edição de Teresa Rita Lopes. Lisboa, Assírio & Alvim.

SOARES, Bernardo (2001). Livro do Desassossego. Edição de Richard Zenith. Lisboa, Assírio & Alvim, 3ª ed.

2.

AUSLANDER, Philip (1999). Liveness. Performance in a Mediatized Culture. London, Routledge.

BARTHES, Roland (1980). La chambre claire. Note sur la photographie. Paris, Cahiers du Cinéma, Gallimard Seuil.

BENJAMIN, Walter (2002). Reflexões sobre a Criança, o Brinquedo e a Educação. Prefácio de Flávio Di Giorgi. Tradução, apresentação e notas de Marcus Vinicius Mazzari. São Paulo, Livraria Duas Cidades.

BENJAMIN, Walter (2006). «A Obra de Arte na Época da sua Possibilidade de Reprodução Técnica», in A Modernidade. Edição e Tradução de João Barrento. Lisboa, Assírio & Alvim, pp. 207-241.

DIOGO, Américo António Lindeza (1992). Literatura e Heteronímia. Sobre Fernando Pessoa. Braga-Pontevedra, Cadernos do Povo.

DIOGO, Américo António Lindeza (1994). Literatura Infantil. História, Teoria, Interpretações. Porto, Porto Editora.

GILGEN, Peter (2003). «History After Film», in Mapping Benjamin. The Work of Art in the Digital Age. Edited by Hans Ulrich Gumbrecht and Michael Marrinan. Stanford, California, Stanford University Press, pp. 53-62.

GREENBERG, Clement et al. (1997). Clement Greenberg e o Debate Crítico. Organização, apresentação e notas de Glória Ferreira e Cecilia Cotrim. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor.

HOFFMANN, Heinrich (2001). Pedro Esgrouviado. Histórias engraçadas e desenhos divertidos. Trad. Lydia San Payo Lemos. Lisboa, Livros Horizonte.

KITTLER, Friedrich (2010). Optical Media. Tradução de Anthony Enns. Cambridge, Polity Press.

KRAUSS, Rosalind (1994). The Optical Unconscious. Cambridge, Massachusetts. London, England. The MIT Press.

KRAUSS, Rosalind (2010). O Fotográfico. Tradução de Anne Marie Davée. Barcelona, Editorial Gustavo Gili, SL.

MERQUIOR, José Guilherme (1989). «O Lugar de Pessoa na Poesia Moderna», in Colóquio/Letras, nº 108, pp. 27-41.

NOGUEIRA, Manuela (1989). O Melhor do Mundo São as Crianças. Antologia de Poemas e Textos de Fernando Pessoa para a Infância. Lisboa, Assírio & Alvim.

SERRA, Pedro (2006). «Usos do ‘Primitivo’ Africano na Cena de Orpheu», in Modernismo & Primitivismo. Coordenação de Pedro Serra. Coimbra, Centro de Literatura Portuguesa, pp. 61-100.
Publicado
2013-06-30
Como Citar
SILVESTRE, Osvaldo Manuel. 'As Únicas Coisas Nobres Que a Vida Contém'. MATLIT: Materialidades da Literatura, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 89-112, jun. 2013. ISSN 2182-8830. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/matlit/article/view/1637>. Acesso em: 18 nov. 2017. doi: https://doi.org/10.14195/1637.
Secção
Secção Temática | Thematic Section

Palavras-chave

Órgãos dos sentidos; Fenomenologia da percepção; Média; Aparelhos